Nothomb, Amélie

Desde que lançou o seu primeiro livro, há 11 anos, Amélie Nothomb vem construindo uma carreira notável. Aclamados por críticos e intelectuais, os seus romances são também venerados pelo leitor comum, que busca prazer e diversão na literatura, e estão sempre nas listas dos mais vendidos dos principais suplementos literários e de livrarias em todo o mundo. A belga Amélie é uma personalidade pop, exibe uma beleza singular e extravagante, é uma compositora de sucesso e atrai atenções naturalmente. Mas não é apenas isto que explica o seu sucesso. A sua literatura é única e concilia pólos que normalmente se opõem: originalidade e leveza no estilo e na criação das tramas, delicadeza e crueldade no comportamento das personagens. Assim, Amélie Nothomb atrai um público amplo e diversificado.
Os seus livros são povoados por crianças e adolescentes especiais, imaginativos, capazes de serem extremamente afectuosos e, também, extremamente cruéis, mas nem sempre capazes de lidar com a realidade.
Filha de pais belgas, Amélie Nothomb nasceu em 1967, em Kobe, no Japão, onde Patrick Nothomb servia como diplomata. Viveu cinco anos lá e diz-se profundamente marcada pela cultura japonesa. Acompanhando o pai, morou em vários outros países, como China, Estados Unidos, Bangladesh, Birmânia e Laos, radicando-se depois em Bruxelas, onde vive actualmente. Desde a sua estreia, em 1992, com A Higiene do Assassino, publica praticamente um livro por ano, sempre com enorme sucesso. Com Temor e Tremor recebeu, em 1999, o Grande Prémio do Romance da Academia Francesa.

...................................................................................................

 A Cosmética do Inimigo
 Metafísica dos Tubos
 Temor e Tremor