Ventura, Cândida

Cândida Ventura nasceu a 30 de Junho de 1918, em Lourenço Marques. Em 1937, ingressou na Faculdade de Letras de Lisboa e nesse mesmo ano aderiu ao Partido Comunista. Activista das Lutas Académicas de 1937-39, participou também nas manifestações e greves de 1941. Em 1943, finda a licenciatura, passou à clandestinidade como funcionária do PCP e em 1949 tornou-se membro do Comité Central. Após 17 anos na clandestinidade, foi presa em 1960. Saiu em liberdade condicional em 1963 por se encontrar em perigo de vida. Em 1965, foi para a Checoslováquia, Praga, como representante do PCP e só regressaria a Portugal em 1975. Tendo testemunhado a Primavera de Praga e a ocupação, dedicou-se então a denunciar as condições de vida nos Paises de Leste. Em 1976 abandonou o partido e dedicou-se posteriormente ao ensino. Pautou sempre a sua vida pela luta pela liberdade e pelos direitos cívicos.

...................................................................................................

 O Socialismo que eu Vivi